neoplasia encefálica
Neoplasias Encefálicas

As neoplasias encefálicas são tumores que afetam o encéfalo (parte do sistema nervoso que está dentro do crânio). Elas podem ser classificadas como primárias ou secundárias (metastáticas). 

Neoplasias primárias originam-se no próprio tecido do sistema nervoso central, enquanto as secundárias são resultantes da disseminação de cânceres originados em outras partes do corpo.

Neoplasias Primárias:

1. Gliomas: Tumores que se originam a partir das células gliais, como glioblastoma multiforme, astrocitomas, oligodendrogliomas, e ependimomas.

2. Meningiomas: Tumores que se desenvolvem nas meninges, as membranas que envolvem o cérebro ou a medula espinhal.

3. Neurinomas do Nervo Acústico (Schwannomas): Originados a partir das células de Schwann, que formam a bainha de mielina nos nervos periféricos.

4. Meduloblastomas: Tumores cerebelares comuns em crianças.

5. Tumores do Plexo Coróide: Tumores que se formam nas células do plexo coróide, geralmente no ventrículo cerebral.

Neoplasias Secundárias:

1. Metástases: Cânceres que se espalham de outras partes do corpo para o cérebro ou a medula espinhal. Os cânceres primários mais comuns que metastatizam para o sistema nervoso central incluem pulmão, mama, rim e melanoma.

É importante ressaltar que o tratamento e prognóstico dessas neoplasias variam significativamente, e a abordagem depende do tipo específico do tumor, localização, estágio e condições individuais do paciente.

Suas causas exatas ainda não são todas conhecidas, porém, sabemos que alguns fatores podem aumentar os riscos, como predisposição genética, exposição a radiações e hereditariedade. 

SINTOMAS

Dependendo da localização no cérebro, os efeitos do tumor podem variar. 

• Dores de Cabeça: Costumam ser persistentes e podem piorar ao longo do tempo, podendo ser acompanhadas de náuseas e vômitos.

• Alterações na Visão: Vista turva, dupla ou perda de visão periférica. O aumento da pressão intracraniana pode atingir o nervo óptico, provocando tais distúrbios.

• Dificuldades Motoras: Fraqueza em um lado do corpo, dificuldade em coordenar movimentos ou perda de equilíbrio. Estas condições podem variar de acordo com o local do tumor no cérebro.

• Convulsões: Podem acontecer especialmente se o tumor irritar o córtex cerebral, variando em intensidade e duração. Um alerta que requer avaliação médica imediata.

• Alterações na Personalidade e Comportamento: Quando áreas do cérebro responsáveis pelo controle emocional são afetadas, mudanças na personalidade, humor ou comportamento podem ser observadas, incluindo irritabilidade, apatia ou depressão.

• Problemas Cognitivos: Dificuldades de concentração, lapsos de memória e dificuldade em realizar tarefas cotidianas relativamente simples podem ser indicadores de comprometimento cognitivo, interferindo na qualidade de vida e nas atividades diárias.

• Cefaléias associadas a Atividades Físicas: Dores de cabeça desencadeadas por esforços físicos, tosse ou movimentos súbitos poder ser sinais de aumento da pressão intracraniana.

• Distúrbios do Sono: Insônia ou sonolência excessiva ocorrerem devido à influência do tumor nas áreas relacionadas do encéfalo.

DIAGNÓSTICO

Os profissionais de saúde contam com uma série de métodos para realizar o diagnóstico, incluindo exames de imagem, como a ressonância magnética (RM) e a tomografia computadorizada (TC). A biópsia cerebral, com a remoção de uma pequena amostra de tecido, também é frequentemente realizada para tipificar o tumor.

TRATAMENTO 

A abordagem é multidisciplinar e depende das características do tumor, como tamanho, tipo histológico e localização. Cirurgia é uma opção importante para remover a massa tumoral ao máximo possível, além da radioterapia e da quimioterapia, que também podem ser recomendadas para extinguir as células cancerígenas remanescentes, em alguns casos.

Obviamente, receber o diagnóstico e tratar uma neoplasia encefálica pode trazer um desafio emocional, não só para o paciente, mas para seus entes. O suporte psicológico e tratamento multidisciplinar é muito importante.

Lembre-se, o conhecimento e a conscientização sobre sintomas, diagnóstico e tratamento precoce são pontos importantes para preservar uma vida saudável e plena.

CategoriasCérebro

Informações sobre o mesmo tema

Nas minhas redes sociais divulgo minha agenda de treinamentos, dou dicas sobre bem estar e também falo sobre as últimas novidades sobre tratamentos. Fique de olho!

AGENDE UMA CONSULTA

Scan the code